terça-feira, 20 de novembro de 2007

A LIÇÃO DO OURIVES

Faz algum tempo recebi pela internet, sem indicação de procedência ou autoria, um belo texto que resolvi guardar.
Relendo-o, senti desejo de editá-lo, dar-lhe melhor apresentação e postá-lo neste blog. O que desejo, ao fazê-lo, é que a leitura do texto abençoe e conforte todo leitor que eventualmente estiver nas mãos do divino Ourives, num tempo de refinamento.
Boa leitura.

A PRATA
Certo dia, um grupo de mulheres estudava o livro de Malaquias quando chegou ao capítulo 3, versículo 3, que diz:"Ele assentar-se-á como fundidor e purificador da prata (...)" Essa declaração intrigou as mulheres que se perguntaram o significado dessas palavras em relação ao caráter e à natureza de Deus. Foi quando uma delas se ofereceu para tentar descobrir como ocorria o processo de refinação da prata e, depois, voltar e contar ao grupo, na próxima reunião do estudo bíblico.

Naquela semana, a mulher ligou para um ourives e marcou com ele dia e hora para assistir ao seu trabalho. Não lhe explicou a razão de seu interesse. Seria apenas curiosidade sobre o processo de purificação da prata, metal tão precioso. No dia aprazado, enquanto ela o observava, o ourives mantinha um pedaço de prata sobre o fogo e o deixava aquecer. Explicou para ela que no processo de refinamento devia-se manter a prata no meio do fogo, onde as chamas eram mais quentes, a fim de se queimarem todas as impurezas do metal. Enquanto via aquilo, a mulher ficou a pensar em Deus a manter-nos num lugar tão quente assim. E refletiu novamente sobre as palavras "ele (Deus) se assenta como um fundidor e purificador da prata". Intrigada, perguntou ao ourives se de fato era necessário que ele se sentasse o tempo todo defronte ao fogo,enquanto ocorresse o processo de refino.Ele respondeu que sim, e que não apenas tinha de sentar-se lá, segurando a prata, mas também devia manter os olhos firmes nela o tempo todo em que a peça estivesse no meio das chamas. Se a prata fosse deixada sobre o fogo além do tempo necessário, mesmo por um breve instante, acabaria destruída. A mulher silenciou e, finalmente,perguntou ao ourives:"Como o senhor sabe quando a prata está completamente refinada?" Ele sorriu e respondeu: "Oh, é fácil: quando eu vejo a minha imagem nela".

Um comentário:

Gustavo disse...

Esta mensagem é linda!

Glória a Deus!